Luiz Renato Ribas
 
 

CAVALO BRANCO


MEMÓRIAS DO TURFE


* Alguns desses 144 anos (1873-2017) do turfe paranaense estão contados em viva voz por alguns turfistas, vivos ou saudosos, cada um à sua maneira ao “Memórias Paraná”.

* A testemunha ocular mais antiga da história do nosso turfe Elidio Pierre Gusso (foto) revelou, aos 94 anos, fatos curiosos desde o tempo em que ele era ainda apenas um menino-jóquei.

* Silvio Batista Piotto, recentemente falecido, narra em detalhes a tempestuosa literalmente inauguração do Hipódromo do Tarumã em 1955.

* O tetra presidente do Jockey Club do Paraná Aramys Bertoldi, conta com muito orgulho a implantação do modelar Hospital Veterinário, da iluminação do totalizador e afins.

* Da crônica do passado, Fernando Wolff, Pedro Stenghel Guimarães, Hugo Kosop, Luiz Fernando Kosop e Edson Ruck descrevem momentos curiosos e surpreendentes.

* Dos criadores, os testemunhos de Odair Bettega, Jael Barros, Salomão Soifer, Nestor Baptista, Gilberto Koppe, Homero Oliva, Eraldo Palmerini que muitas gerações ainda desconhecem.

* A contribuição a nossa história tem ainda depoimentos de Carlos Pereira Gusso, José Caetano, Ali Zraik, Sidon Keinert, Sidney Catenaci, Rodiney Frare e José Carlos Amaral.

* E também de Ito Fabricio de Melo, Acir Stanislawcuk, Mario Márquez, Lauro Grein Filho, Paulo Siqueira, Pedro Luiz Nicolau, Dalton Mehl Andrusko e Antonio Acir Breda entre outros.

* Tanto importante quanto esse legado à posteridade de vivência pessoal sobre o turfe paranaense é conferir, um por um, esses depoimentos no site do Jockey Club do Paraná.

* www.memoriasparana.com.br - acesse e confira esses depoimentos - 400 - gravados desde 2008 sob apoio do GRPCom, Clube Curitibano e Academia de Letras.

 

 

 
 

© 2017 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.