GUEDON E BUARQUE
Milton Lodi

No domingo dia 20 de janeiro, o JCB apresentou um bom programa de corridas, com três provas de Grupo. Dois páreos em 1.600m, provas preparatórias para as duas primeiras provas das tríplices coroas, respectivamente o Roger Guedon e o José Buarque de Macedo, dois turfistas da mais alta categoria. Foi corrido também, em 1.900m na areia, um outro Grande Prêmio, em homenagem à Prefeitura. Como de hábito, o Prefeito não compareceu.
No Roger Guedon, a vencedora foi Olympic Imola, de criação e propriedade do Haras Regina, que correu em último até os últimos 600m. O páreo foi muito disputado, e havia um verdadeiro paredão à frente da ótima Olympic Imola, mas muito bem dirigida por W.Blandi e com um esmero preparo por R.Solanes, a ganhadora saiu da cerca interna e com muita perícia W.Blandi escolheu uma boa passagem dentro do leque de competidoras, e em atropelada vigorosa mostrou-se desde os últimos 200 metros que seria a vencedora, então ainda descolocada. Foi uma reta espetacular dessa filha do ótimo Drosselmeyer em Fúria Olímpica, por Astor Place. Esse Astor Place foi muito bem comprado pelo Haras San Francesco, objetivando cobrir o filho de Sadler’s Wells com as filhas de Choctaw Ridge, mas a prática não concordou com a correta teoria. Astor Place não correspondeu, mas com a ganhadora de prova de Grupo Fúria Olímpica resultou nessa ótima Olympic Imola. O tempo foi de 1’34”18 em grama leve, com cerca móvel de 3 metros.


Olympic Imola - Gerson Martins


No José Buarque de Macedo, vitória firme e autoritária de Garbo Talks, um filho de Put It Back, criação do Araras, propriedade do Haras do Morro, jóquei V.Borges, e treinado pelo excelente Luiz Esteves. Foi de ponta a ponta, sem sustos, agora é esperar o confronto com o invicto Black Bobby, que deu ótimas exibições de apreciável poderio locomotor. O tempo no José Buarque de Macedo foi de 1’33”42.


Garbo Talks - Gerson Martins


Quanto ao páreo em homenagem à Prefeitura, brilharam o jóquei A.Gulart e o treinador V.S.Lopes. O vencedor foi Olhar Mágico, um filho de Pioneering, um garanhão norte-americano de excepcional pedigree, que na reprodução nos Estados Unidos foi decepcionante, veio para o Brasil já com idade maior para um grupo de criadores continuando sem brilho, mas levado para o Paraná mostrou as suas reais qualidades produzindo muito bem. 


Olhar Mágico - Gerson Martins


De forma sucinta, é o que se poderia dizer do bom programa de corridas do JCB no domingo dia 20 de janeiro de 2019. 
Na véspera, dia 19 em Cidade Jardim, o Haras Phillipson manteve o seu amplo destaque, vencendo como criador e proprietário quatro páreos.
No aspecto geral do turfe brasileiro, mantém-se as boas expectativas de quanto ao início das transmissões das corridas da Gávea para a França, do início do apoio financeiro do Shopping Plaza ao Jockey Club do Paraná, o início das conversações entre o JCSP com o Governador de São Paulo. 

 

 
 

© 2018 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.