CAMINHO DO PRADO
João Carlos Faro

* JORGE RICARDO, SEMPRE UMA GRANDE ATRAÇÃO - Embora não tenha conseguido vencer nenhum dos cinco páreos que montou, o recordista mundial de vitórias, terminou no marcador em três deles, inclusive nas duas provas iniciais das Tríplices Coroas cariocas. No GP Henrique Possolo, foi 4º com Mendietta, figurando com destaque em todo o percurso, e no GP Estado do Rio de Janeiro finalizou em 3º montando Taksim. Na entrega dos prêmios, presença do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.
 
* PENETRÔMETRO NOVAMENTE É CHUTADO PARA ESCANTEIO - A medida do penetrômetro, instrumento imparcial e que deveria servir de base segura para a liberação – ou não – da pista de grama da Gávea, para a atual Comissão de Corridas do JCB, como diria uma ex-ministra de nosso governo, “é apenas um detalhe”, ou seja, de pouco – ou nada – vale. No domingo (17), dia de festa no turfe carioca, com a realização das provas iniciais das Tríplices Coroas, registrou 5,5 na reta de chegada e 6,0 no prolongamento da reta. Aliás, medidas bem parecidas com os 5,6 e 6,3 da véspera, quando a mesma Comissão de Corridas determinou (seguindo a regra) que a corrida fosse toda ela transferida para a pista de areia. No entanto, que regra que nada. Usando de uma excepcionalidade que só serviu para atrasar os apostadores que gostam de analisar as corridas antes de realizarem suas apostas, a pista de grama foi liberada para todos os nove páreos. E olha que cinco deles – por serem do universo clássico – já tinham garantido o piso nobre para suas disputas. Quebrar as regras no meio do jogo é prática condenável e que deveria ser banida definitivamente de nosso esporte, sob pena de perda de credibilidade. Depois não entendem por que o movimento de apostas não decola...   

* ARTIGO INSPIRADOR - Um belo – e muito bem escrito – artigo do cronista Victor Corrêa no site do Stud Book Brasileiro mostra, de forma clara, que nem sempre o bom cavalo por aqui criado (infelizmente) é incorporado à criação brasileira após o término de campanha feita no exterior, o que representa duas perdas importantes: a técnica e a financeira. Citando alguns exemplos, mostra que linhagens fundamentais nem sempre são preservadas e parabeniza os responsáveis pelo argentino Hi Happy, que o trouxeram de volta dos Estados Unidos para seguir como reprodutor no país e no haras em que foi criado.

* JCB REFORÇA SETOR VETERINÁRIO - O JCB adquiriu um novo equipamento, que transmite as informações por bluetooth (sem fios), o que vai agilizar e dar mais precisão aos exames clínicos e endoscópicos.

* D.STAITI VENCE LOGO NA SEMANA DE ESTREIA - Daniel Staiti, que recentemente recebeu matrícula de aprendiz de 4ª categoria, em sua primeira semana já conquistou a 1ª vitória. Pilotando a égua LONGE DE MIM, de propriedade do Stud Tavile, aos cuidados de Renan Marques, o aprendiz cruzou o disco vitorioso no 4º páreo de terça-feira (12). Na foto, uma pequena multidão foi recepcionar o garoto.


Daniel Staiti comemora sua 1ª vitória com Longe de Mim - Sylvio Rondinelli

 

* L.S.MACHADO DÁ SHOW NOS EUA - Luan S. Machado, que em novembro de 2018 se transferiu do turfe carioca para o americano, deu um show na quarta-feira (14/2) ao vencer 5 dos 8 páreos de Turfway Park, em Kentucky, nos Estados Unidos. É a força do jóquei brasileiro no exterior.


Cinco vezes Luan S. Machado


* PARCERIA OFICIALIZADA - Já foi oficializada na Secretaria da Comissão de Corridas do JCB a parceria entre o agente de montarias Rodrigo Serafim Lopes e o jóquei Marcelo B. Souza, que volta a atuar no turfe carioca.

* V.BORGES TRIUNFA NO CRISTAL - Com 4 montarias na sexta-feira (15), no Hipódromo do Cristal (inclusive nas duas provas de abertura das Tríplices Coroas gaúchas), Vagner Borges venceu o 5º páreo com Brejo da Cruz, de propriedade de Roberto V. de Aguiar da Costa e com treinamento de Cristian Adriani Moura.

* O QUASE JÓQUEI QUE VIROU CRAQUE DA BOLA - O meia uruguaio Giorgian de Arrascaeta, 24 anos, maior transação do futebol brasileiro – recentemente adquirido pelo Flamengo junto ao Cruzeiro por cerca de R$ 53 milhões –, é natural da cidade de Nuevo Berlin (interior do Uruguai), com cerca de 2.500 habitantes. Filho do jóquei Alfredo de Arrascaeta, pensou em seguir a profissão do pai, mas desistiu após vê-lo fraturar um braço durante a disputa de um páreo. O nome Giorgian, inclusive, foi homenagem de seu pai ao cavalo Giorgian, muito importante em sua vida de jóquei. A paixão pela bola, aliada à habilidade e à facilidade de marcar gols que demonstrava desde menino, direcionaram o jovem Arrascaeta para o futebol. De início, para incentivar o garoto, seu pai prometeu dar-lhe 5 pesos uruguaios por gol que fizesse. Só numa temporada Arrascaeta marcou 49 gols e seu pai acabou por descumprir o trato. Mesmo tendo se voltado para o futebol, Arrascaeta segue nutrindo paixão pelos cavalos de corridas e seus pais (Alfredo e Victoria) até hoje guardam “troféus” do início de sua vida futebolística, entre eles um surrado par de chuteiras amarelas que foram muito simbólicas, pois Arrascaeta, na época, era mais conhecido como “menino das chuteiras amarelas”.


De Arrascaeta - A Seleção Uruguaia


* NEGOCIAÇÕES NOS CLAIMINGS - Mais negociações foram proporcionadas, com destaque para o Stud Nova República. No 9º páreo de segunda-feira (11/2), ele arrematou Ghiza; no 3º páreo de terça-feira (12/2), foi a vez de Famous Italian; ainda no 6º páreo do mesmo dia, JORGE OLYMPIO TEIXEIRA DOS SANTOS ficou com Fraserburg; e no 8º, o maior volume de negociações: o STUD MO BAY levou Obrigadoamigos, o STUD DO BARONE ficou com Jeca do Mato e o STUD NOVA REPÚBLICA arrematou Bitrem.

* SUSPENSOS POR MAIS DE UMA REUNIÃO... - Segundo o Boletim da Comissão de Corridas do JCB de 12/2/2019: O.LOEZER (Onde-Estás), de 20/2 a 21/3, por apresentar animal diferente do inscrito; W.XAVIER (Joka Tango e Explosiva Tiger), de 23 a 25/2, por delitos de raia; L.F.HENRIQUES (Ouro Preto), também de 23 a 25/2, por delitos de raia; E.NUNES (Ultrajante), nos dias 23 e 24/2, por delitos de raia; e W.S.CARDOSO (Benggala), também nos dias 23 e 24/2, e pelo mesmo motivo.

* W.S.CARDOSO, O MAIS MULTADO - Com total de multas de R$ 2.790,00 e 8 casos de excessos de pesos (segundo o Boletim da CC de 12/2), o profissional mais multado foi WESLEY S. CARDOSO, que por um somatório de 5 multas foi apenado em R$ 375,00, dos quais R$ 345,00 por 4 casos de excessos de pesos.

* APOIO: ODMED.

 

 
 

© 2018 - Jornal do Turfe Ltda.
Copyright Jornal do Turfe. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do Jornal do Turfe.